Parto: O que é Golden hour e por que é tão importante?

Golden hour (hora de ouro) é o nome dado à primeira hora da mãe com o bebê logo após o nascimento. Você sabia que além de mágicos, esses primeiros 60 primeiros minutos têm uma grande importância para o crescimento e desenvolvimento da criança, bem como para a formação do vínculo entre mãe e bebê?

Três práticas simples adotadas durante a primeira hora de vida proporcionam benefício imediatos e no longo prazo para a criança. São elas:

 

  1. Clampeamento tardio do cordão umbilical.
  2. Contato pele-a-pele imediato e contínuo entre mãe e seu recém-nascido.
  3. Início precoce do aleitamento materno exclusivo.

 

Clampeamento tardio do cordão umbilical

golden hourRenascimento do Parto

O momento ideal para cortar o cordão umbilical de todos os recém-nascidos, independentemente de sua idade gestacional, é quando a circulação do cordão umbilical cessou, ele está achatado e sem pulso (aproximadamente 3 minutos ou mais depois do nascimento).

Durante um período após o nascimento, ainda existe a circulação entre o recém-nascido e a placenta através da veia e das artérias umbilicais. Isso significa que o momento do corte terá um impacto grande no volume de sangue do recém-nascido após o parto. O clampeamento tardio do cordão umbilical aumenta o volume sanguíneo do recém-nascido e assim eleva o nível de suas reservas de ferro ao nascer, prevenindo a deficiência de ferro e anemia durante a infância.

 

Contato pele-a-pele imediato e contínuo entre mãe e seu recém-nascido

golden hourShutterstock

Logo após o nascimento, o recém-nascido, se estiver ativo e reativo, deve ser colocado sem roupa, de bruços, diretamente sobre o abdome ou tórax da mãe com a pele do bebê em contato com a pele da mãe

A ideia de que um bebê saudável deve ir primeiro para as mãos do pediatra para ser examinado, medicado, limpo, enrolado em um cobertor para só então ser entregue nos braços da mãe está ultrapassada. E só de ler a frase anterior você percebe, pela ordem dos acontecimentos, que isso não tem como estar muito certo mesmo.

Imagina, são 9 meses de expectativa da mãe para finalmente conhecer seu filho, pegá-lo em seus braços… E tudo o que a criança conhece até então é o cheiro da sua mãe, o som de sua respiração e de seus batimentos cardíacos. Logo após o “trauma” do nascimento, o recém-nascido precisa sentir e reconhecer sua mãe.

Durante e logo após o parto, o corpo da mãe passa por muitas mudanças. Inclusive mudanças químicas no cérebro que aumentam o seu desejo por cuidar e nutrir. O contato pele-a-pele e o ato do bebê sugar o seio da mãe ajuda a liberar hormônios que ajudam a mãe a se conectar com a criança. Esses hormônios também fazem com que o útero se contraia e pare de sangrar, além de estimula o leite a descer.

O contato com a pele da mãe favorece a primeira mamada, ajuda a regular a temperatura do recém-nascido e fortalece o vínculo entre mãe e bebê. Além disso, estabiliza a respiração, os batimentos cardíacos e até diminui a duração do choro em comparação àqueles bebês que não tiveram contato pele-a-pele.

 

Início precoce do aleitamento materno exclusivo

golden hour

Depois do parto, o médico deve adiar, pelo menos durante a primeira hora de vida qualquer procedimento rotineiro de atenção ao recém-nascido que separe a mãe de seu bebê, para permitir o contato ininterrupto pele-a-pele entre os dois. Essa prática incentiva e promove o início da amamentação durante a primeira hora de vida.

O início imediato do aleitamento materno assegura que o recém-nascido receba colostro. Ele também é conhecido como a “primeira vacina” por seu rico conteúdo de importantes fatores imunológicos, agentes antimicrobianos, antiinflamatório e vitamina A. Todos eles são importantes na proteção imediata e no longo prazo contra infecções.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o aleitamento materno seja iniciado na primeira hora de vida. Estudos comprovam que amamentar na primeira hora de vida diminuem os índices de mortalidade infantil e tornam mais provável que a mãe amamente seu filho por mais tempo.

Recomendações da Associação Americana de Pediatria:

 

  • Recém-nascidos saudáveis devem ser colocados sobre o peito ou abdômen da mãe, em contato “pele-a-pele”, até terminarem a primeira mamada.
  • O pediatra ou neonatologista pode conduzir os primeiros exames no bebê enquanto ele está no peito da mãe
  • Procedimentos convencionais como pesar, medir, limpar, vacinar ou exames de sangue devem esperar até a primeira mamada terminar.
  • Mãe e bebê devem ficar juntos durante todo o período de recuperação do parto.

 

++ LEIA TAMBÉM++

Você sabe o que acontece durante os 70 primeiros minutos de vida do bebê?

Fontes:
Além da sobrevivência: Práticas integradas de atenção ao parto benéficas para a nutrição e saúde de mães e crianças
Stanford Health
American Academic Pediatric
Postagem anterior
Dia dos Pais: o que eu espero do pai do meu filho todos os dias
Quando uma foto não conta uma vida
Próxima postagem
Quando uma foto não conta uma vida

Sem Comentários

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Voltar
COMPARTILHAR

Parto: O que é Golden hour e por que é tão importante?