Carta aberta aos bebês

(Tradução livre do texto original em inglês escrito por Laura Graham)

Caros Colegas bebês,

Eis a minha situação. Minha mamãe e eu estamos juntos por quase 6 meses. Os primeiros meses foram ótimos – eu chorava, ela me pegava no colo e me alimentava a qualquer hora do dia ou da noite. De uma hora para outra algo aconteceu. Ao longo das últimas semanas, ela vem tentando DNT (dormir a noite toda). No início eu pensei que era apenas uma fase, mas está ficando cada vez pior. Tenho conversado com outros bebês, e parece que é muito comum quando completamos cerca de 5-6 meses de vida aqui fora. Mas o fato é que: as mamãe não precisam dormir. É apenas um hábito. Muitas delas já dormiram por cerca de 30 anos e simplesmente não precisam mais…

Eu decidi bolar um plano, que chamo de “Choro aleatório”, e funciona assim:

Noite 1 – chorar a cada 3 horas até que você seja alimentado. Eu sei, é difícil. É difícil ver sua mamãe brava porque você está chorando. Nunca se esqueça que estamos fazendo isso para o bem dela.

Noite 2 – chorar a cada 2 horas até que você seja alimentado.

Noite 3 – chorar a cada hora.

A maioria das mamães vai começar a atender mais rapidamente depois dessas três primeiras noites. Algumas mamães são mais espertas, e pode resistir um pouco mais à mudança. Estas mamães podem ficar na sua porta por horas fazendo shhhh. Não desista! Nunca é demais dizer: Consistência é a chave! Se você deixá-la DNT (dormir a noite toda), mesmo que por apenas uma vez, ela vai querer que isso se repita todas as noites. Lembre que ela realmente não precisa do sono, ela está apenas resistindo à mudança.
Se você tem uma mamãe especialmente alerta, você pode parar de chorar por cerca de 10 minutos, apenas o tempo suficiente para ela voltar para a cama e começar a cair no sono. Então comece a chorar novamente. Ele pode acabar cedendo. Minha mamãe uma vez ficou acordada durante 10 horas seguidas, então eu sei que ela pode fazê-lo.

Na noite passada, eu chorei a cada hora. Você só tem que decidir que precisa fazer e cumprir. Seja consistente! Eu chorei por qualquer razão que passasse pela minha mente:

– Meu saco de dormir faz cócegas no meu pé.

– O meu lençol estava muito embolado.

– Meu móbile do berço fez uma sombra na parede.

– Eu arrotei e senti um gosto de cereal do arroz. Eu não tinha comido cereal arroz desde café da manhã, o que há de errado?

– O cão disse “au au”. Eu deveria saber o significado. Minha mamãe me diz isso cerca de 20 vezes por dia. Risos.

– Uma vez eu chorei só porque eu gostei de como soava quando ecoou no monitor do outro quarto.

– Muito quente, muito frio… não importa! Continue chorando!

– Eu decidi que estava cansado da cor verde do meu quarto, então eu chorei.

Levou algum tempo, mas funcionou. Ela me alimentou às 04h da madrugada. Amanhã à noite, o meu objetivo é que seja às 03:30h. Aos poucos você vai diminuindo o intervalo entre as mamadas e ajustando o relógio interno da sua mamãe. Às vezes, minha mamãe vai pedir reforços e acaba enviando o papai. Não se preocupe, os papais não estão configurados para a privação de sono do jeito que as mamães estão. Eles só podem lidar com a tentativa do shh por pouco tempo, e logo, logo decidem enviar a mamãe novamente.

Além disso, fique atento aos carneirinhos do sono e aos ruídos de chuva. Eu gosto de dar falsas esperanças a mamãe, de que ouvir o barulhinho da chuva me faz dormir, quando na verdade finjo estar dormindo de olhos bem fechados até que ela, a minha mamãe, esteja se aconchegando para voltar a dormir e dar um ataque de choro surpresa. Se ela não vier rapidinho, emendo uma tosse falsa e um ruído que faço com o nariz, que ela vem correndo para o berço. Continuo otimista de que em algum momento ela vai começar a perceber que realmente não precisa dormir.

Experimente! Caso contrário, a minha mãe vai saber que eu sou o único bebê a quebrar as regras!

Com amor
Bebê FENN

 

Postagem anterior
Por que vacinar?
Próxima postagem
Para deixar as mamães mais bonitas

6 Comentários

  1. Renata Schiavini
    16 de janeiro de 2013 at 7:53 — Responder

    Ahhhhh! Não tenho a menor duvida de que o Felipe tem conhecimento desse texto! rs!

  2. carolina
    17 de janeiro de 2013 at 13:45 — Responder

    Ainda bem q o Davi nao teve conhecimento dessa cartinha… Aqui, se ele acha q a mamae nao precisa dormir, se faz de bobo pq sabe q a mamae adooora um soninho…

  3. 17 de janeiro de 2013 at 20:24 — Responder

    agora entendi tudinho,
    safadinhos vocês!
    pensei que só aqui em casa rolasse isso…
    (muito bom, adorei!)

  4. Camila
    24 de janeiro de 2013 at 12:18 — Responder

    Tô certa que a Victoria é a líder desse motim!

  5. Carol
    29 de janeiro de 2013 at 11:14 — Responder

    Valentina aderiu ao movimento… Não agüento mais as noites em claro !!!! Filha por favor….kkkk

  6. Lívia Flesch
    24 de outubro de 2016 at 11:48 — Responder

    Muito bom!!!

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Voltar
COMPARTILHAR

Carta aberta aos bebês