Sobre Sabrina Sato, teste de gravidez e privacidade

Sabrina Sato anunciou que espera um bebê através de um post patrocinado por uma marca de teste de gravidez caseiro. Alguém falou sobre privacidade?

A gravidez é uma das fases menos privadas da vida da mulher (mesmo que um tanto solitária). Tudo começa no teste de gravidez que, lindinho e moderno, vira objeto de foto para anunciar a gestação. Não sei vocês, mas foi com a foto de um deles que eu contei para a família que estava grávida de 4-5 semanas (segundo o visor digital da varetinha).

Depois que a barriga começa a crescer e os parentes começam a te expor no facebook (pois é), adeus privacidade. O corpo da grávida vira uma propriedade pública e todo mundo parece precisar de informações íntimas sobre ela. É quase um evento, uma atração. Mas isso não é nenhuma grande surpresa, certo?

Com a naturalidade que expomos a nossa vida nas redes sociais, é de se esperar que um momento tão importante seja, digamos, muito bem explorado. Manter uma gravidez fora dos olhares públicos é uma tarefa quase impossível. Mesmo que você não seja uma pessoa pública.

Quando se é uma pessoa pública, a gravidez é um assunto de todos. Será?

ultrasom
Photo by Daiga Ellaby on Unsplash

Se a gravidez de uma mulher anônima já é difícil de manter privada, imagina a de quem tem um séquito de fãs? Imagina a de quem não só naturalmente compartilha a sua vida online, mas lucra bastante com essa exposição?

No caso de celebridades, a gravidez é uma bênção e uma oportunidade comercial. Sendo assim, não é para se assustar quando anúncio de uma gestação é planejado por uma equipe de marketing e relações públicas para que possa ser o mais bem aproveitado possível. Foi assim no caso de Sabrina Sato.

Recentemente, a celeb anunciou a sua primeira gestação através de um post pago por uma marca de teste de gravidez. Um movimento pouco espontâneo e muito lucrativo. Mas qual o problema? Na real, nenhum. Cada mulher anuncia a gravidez da forma que acha mais conveniente. E se a forma mais conveniente é a que deposita milhares de reais na sua conta, por que não?

O que pega aqui é o direito à privacidade e o incentivo para abrir mão dela em um momento tão delicado.

Quando uma celebridade escolhe anunciar a gravidez de forma tão ampla e dedicada, ela abre um precedente. Será essa a melhor forma de contar para todos que está grávida? Será essa a forma “certa”? Será que toda grávida deve anunciar a gravidez publicamente?

Eu mesma, que não sou ninguém nas internets, em certo momento fui pressionada a tornar pública minha gravidez nas redes sociais. Faz sentido. Afinal, a gente compartilha até o que come. E é sim legal receber a enxurrada de amor que vêm depois de postar foto do barrigão (ou do ultrassom ou do teste de gravidez). Mas não é, absolutamente, algo confortável para todas as mulheres – e cada uma tem o seu motivo.

Inclusive, manter a privacidade em um momento tão complicado quanto a gravidez pode ser essencial para algumas mulheres. Para outras, pode ser apenas uma escolha. Para outras, uma bobagem. Cada gravidez é uma experiência e cada uma abre uma porta de sentimentos e catarses diferentes.

um teste de gravidez nem sempre é um prenúncio de boas notícias

Há alguns dias, fui impactada por anúncio de teste de gravidez no Facebook. Era um vídeo em que a criadora do produto contava os porquês de ter buscado uma inovação no design típico da “varetinha” do teste caseiro.

Segundo ela, a maioria das mulheres gostaria de poder esconder os testes de gravidez realizados: mulheres que estão tendo problemas para engravidar e, ansiosas, realizam muitos testes – e a visão deles se acumulando no lixinho da privada é uma lembrança do “fracasso”. Mulheres que fazem o teste no banheiro do trabalho. E, principalmente, mulheres que foram abusadas, inclusive por seus parceiros.

Lembrei das vezes que as amigas fizeram testes escondidas por causa de uma menstruação atrasada e de uma possível gravidez acidental. Em todas elas, procedimentos para esconder a “varetinha” bem escondida foram pensados. O novo design proposto serviria perfeitamente nesses casos. Pequeno, discreto e de papel, ele pode ser jogado na privada para ir embora com a descarga.

A privacidade precisa ser uma opção viável para a mulher grávida. Do teste de gravidez ao parto, passando por todas as escolhas que ela faz durante esses quase 10 meses. O que você acha?

 

imagem de destaque Johannes Jander no Flickr

nebulizador
Postagem anterior
Como escolher um nebulizador
mala da maternidade
Próxima postagem
Diário de gravidez: A mala da maternidade que nunca fica pronta

Sem Comentários

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Voltar
COMPARTILHAR

Sobre Sabrina Sato, teste de gravidez e privacidade