Por que as crianças choram?

A gente acha que todo choro é birra, que todo ralado do joelho a gente precisa fingir que nada aconteceu. Mas não é bem assim.

 

As crianças choram. Aliás, bebês de 0 a 100 anos choram. É verdade que talvez os adultos chorem um pouco menos, afinal nós – em teoria –, conseguimos ter o mínimo de controle sobre nossas emoções, o que é algo que bebês nem sonham ter e as crianças vão desenvolvendo na medida em que vão amadurecendo.

Tem dias que você quer morrer. Eu sei bem disso. Por que eles choram por tudo: desde a topada no pé, por que pisou no Lego que eles mesmos deveriam ter arrumado, por que o arroz é integral e não branco, por que não conseguem entender como alguém pode não comer chocolate no café da manhã e até mesmo por que o céu está azul e não nublado (história verdadeira, essa)

Por outro lado, é muito importante que os pais entendam que chorar nem sempre significa birra. Temos essa mania de minimizar tudo o que acontece com nossas crianças com o objetivo não só de minimizar o choro e o drama, mas para fazê-los com que esqueçam mais rápido o tombo que ralou o joelho.

 

Por que as crianças choram?

 

 

Mas que tanto de choro é esse?

Crianças choram espontaneamente por uma série de motivos e aqui a gente lista os mais comuns:

Estresse: desde sobrecarga nas atividades extracurriculares até o sono que não anda saudável. Criança também se estressa e já falamos bastante sobre isso aqui.

Ansiedade: ansiedade é quase que uma característica geral da humanidade nos tempos de hoje. Esperar a comida chegar no prato, o aniversário chegar, o amigo chegar para brincar, o brigadeiro que precisa esperar para comer. Toda ansiedade estressa e tem horas que é demais e eles precisam extravasar.

Insegurança e medo: qualquer problema familiar, pais que brigam, se separaram, se estão sofrendo bullying ou qualquer desajuste na escola, se estão se sentindo despreparados para alguma tarefa ou atividade. Eles choram de medo. Quem não se lembra de já ter chorado por medo de agulha ou lagartixa?

Dor: joelho ralado e galo na testa dói muito! Não finja que não está acontecendo nada.

Eles se emocionam: Quando assistem a um desenho ou filme que é feito para causar emoção. Aquela dorzinha no peito de saudade da mãe que viajou a trabalho, aquela apresentação da alfabetização do amigo predileto. Eles internalizam, se emocionam com o mundo ao seu redor.

 

Recém-nascidos são uma categoria a parte.

Eles choram por instinto. Qualquer desconforto vira choro por que essa é a maneira deles se comunicarem. Falamos bastante sobre isso aqui. E sim, colo sempre. Olha só o que já escrevemos sobre dar colo aos bebês sempre que eles quiserem. E, por fim: deixa o bebê chorar.

 

Imagem destacada: Shutterstock

cesarea
Postagem anterior
5 coisas que ninguém me contou sobre cesárea
Próxima postagem
Amor de mãe não é automático

Sem Comentários

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Voltar
COMPARTILHAR

Por que as crianças choram?