5 coisas que ninguém me contou sobre cesárea

Eu me preparei para o parto normal, mas tive que fazer uma cesárea de emergência. A surpresa? Eu não sabia de quase nada que ia acontecer comigo. Ninguém me contou.

A cesárea eletiva é uma tendência que vem diminuindo no nosso país e, finalmente, podemos ver mulheres se sentindo seguras para escolher o parto vaginal. A retomada do parto está sendo linda. Cada vez mais, ao alcance de um clique, temos informações sobre parto normal, sobre o natural, sobre as dores e delícias de cada um.

E não faltam relatos de mães que passaram pelo parto vaginal, ainda bem. Está tudo descrito, documentado e detalhado em histórias emocionantes. Foi lendo tudo isso que eu me preparei para o meu parto e escolhi como eu gostaria que ele fosse: normal, no hospital, com anestesia e calma. Com uma médica que apoiou todas as minhas decisões, estava tudo certo. Até que não estava.

Por causa de uma suspeita de pré-eclâmpsia, que me obrigou a ficar o último mês de repouso, precisei me submeter a uma cesariana de emergência.

“Eu não quero fazer cesárea, mas também não quero ser a neurótica do plano de parto. Estou me preparando para o parto normal e não quero ficar decepcionada. ” – eu disse quando contei sobre meus medos a respeito do parto. Pois a parte que eu esqueci foi a de me preparar para cesárea. Quando ela precisou acontecer, eu percebi que não sabia de nada e que, a partir dali, tudo seria uma surpresa.

Essas são as coisas que ninguém me contou sobre cesárea:

cesarea cesariana

você não sente dor, mas sente “coisas”

O que mais se ouve de mulheres que optam pela cesárea eletiva é: “eu não quero sentir nada, deusmilivre sentir dor”. É verdade que você não vai sentir dor durante o parto, mas você vai sentir a “experiência” toda.

Você sente a anestesia entrando no corpo, você sente a movimentação nas pernas, você sente o cheiro de carne queimada do bisturi, você sente todos os puxões e empurrões necessários para tirar o bebê de dentro da sua barriga. Você ouve os médicos conversando, você sente o formigamento da anestesia, talvez sinta enjoo, talvez sinta frio.

as consequências das drogas

Eu fiquei completamente drogada do combo anestesia e morfina. Quando o Martin nasceu, eu vi todo mundo feliz e emocionado na sala de parto e eu não sentia absolutamente nada. Nem física nem emocionalmente. Quando colocaram Martin no meu peito e ele “mamou” (ainda na sala de parto), eu não senti nada.

Mais tarde, no mesmo dia e já no quarto, eu tive muito frio e meu corpo tremia fora do meu controle. Horas depois fui tomada pela maior onda de calor que já senti na vida. Suei de encharcar os lençóis e quis chorar de desespero.

Depois passou, ainda bem. Algumas conhecidas tiveram outros efeitos colaterais da anestesia, como vômitos e coceira incontrolável. E todas reclamam da mesma coisa: “nin-guém avisou que isso podia acontecer”.

é proibido falar

Não pode falar depois da cesárea. É uma cirurgia grande e agressiva. Falar desencadeia gases dolorosos e, por isso, boca fechada nas horas que se seguem ao parto.

Pois pensa que eu fui fazer um exame de rotina e fiquei direto na maternidade. Foram quase 10 horas em que só falei com meu marido e com a equipe médica. Cheguei no quarto e tinha mais de vinte pessoas, entre família e amigos, e eu, que tinha acabado de passar pela maior experiência da minha vida, não podia falar na-da.

Foi frustrante.

sonda, xixi, cocô e sangue

Perdão pela escatologia, mas ir ao banheiro logo após a cesárea é muito esquisito. Primeiro, você passa algumas horas com uma sonda e esquece que precisa fazer xixi. Depois, tiram a sonda (que é um procedimento rápido, porém, incômodo) e você vai precisar ir ao banheiro.

Ao levantar, parece que todos os seus órgãos vão cair no chão. Recuperada do susto, você anda com dificuldade até a privada, onde senta também com dificuldade. A sensação de fazer xixi é estranhíssima, mas não é tão ruim. Tem sangue, muito sangue. Você vai precisar trocar o absorvente cirúrgico gigantesco e se lembrar que faz 10 meses que não fica menstruada.

Você vai ter vontade de fazer cocô, mas não vai conseguir. A prisão de ventre vai ser resolvida por pílulas ainda no hospital. Mas fazer força vai ser uma sensação muito bizarra porque seus órgãos estão, literalmente, nos lugares errados. Tenha fé, amiga.

corte, cicatriz e sentimentos

Por alguns dias, eu tive dificuldade de levantar porque sentia dor no corte da cirurgia. Além da dor chatinha (que me fez tomar analgésicos por uma semana), a sensação de puxão na cicatriz é muito incômoda. Sim, eu levantava e tinha a sensação de que o corte ia abrir todinho. Um horror.

Aliás, a cicatriz foi algo particularmente “inconveniente”. Primeiro que, desejando um parto normal, não achei que fosse acabar com uma cicatriz no ventre. E talvez por isso eu a ache enorme ENORME – mas todo mundo me diz que ela é pequenininha e muito bem “feita”. Na real, eu não consegui olhar para ela durante vários dias.

Outra importante fato que ninguém me contou sobre o corte foi que você fica sem sensibilidade na barriga. Sim, fica dormente por semanas, meses, anos, talvez pra sempre. É muito estranho e, quatro meses depois, eu ainda não me acostumei com essa sensação.

E você? O que acrescentaria na lista?

foto destaque por Patricia Prudente no Unsplash

primeira gravidez
Postagem anterior
12 anos depois: O que mudou da minha primeira gravidez para a atual
Por que as crianças choram?
Próxima postagem
Por que as crianças choram?

4 Comentários

  1. Amanda
    22 de Fevereiro de 2018 at 10:36 — Responder

    É tudo isso mesmo. Tive muito frio durante e depois da cesárea. Meu queixo batia sem parar. Quando fui pro quarto começou a coceira, meu corpo, meu rosto, coçava tudo, tive que tomar anti alérgico.
    Como tive meu bebê à noite, no outro dia para levantar da cama foi um problema; parecia que minha barriga estava aberta ainda.
    Realmente, ninguém te conta de tudo isso da cesárea.

  2. Elâine
    23 de Março de 2018 at 0:55 — Responder

    Depois de dois partos normais, mesmo querendo q o terceiro tb fosse, o meu médico achou q tinha q ser cesárea com medo por eu ser hipertensa. Sinti td isso q vc relatou. Ah! E a dormência, a minha até hj não passou.

  3. Brenda Chagas
    31 de dezembro de 2018 at 5:04 — Responder

    E para espirrar e/ou tossir ? Eu tenho rinite e a bendita atacou ainda no hospital. Eu quase morri, não sabia se chorava ou se espirrava, se morria ou tossia. Meu sonho sempre foi ter parto normal, me preparei pra isso nos meus dois primeiros partos e não consegui de jeito nenhum. E agora no terceiro não tive nem a opção. Sonho frustrado e eu sou a maior defensora de parto normal, mesmo sem ter passado por nenhum. Mas cesariana é uó !

  4. Claudia santos
    21 de Fevereiro de 2019 at 22:23 — Responder

    Faz, 11 dias que passei por uma cesariana, AFF tive cefaleia pós parto, estou aqui com visão turvas, uma sensação horrível pelo corpo, aumento de pressão, que coisa horrível, parece que meu corpo não tem uma vitamina. O que fazer em mas mesmo assim não tenho coragem de enfrentar um parto normal. Com tudo isso.

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Voltar
COMPARTILHAR

5 coisas que ninguém me contou sobre cesárea