Quando uma foto não conta uma vida

A post shared by Beyoncé (@beyonce) on

 

Quando uma foto não vale mais do que mil palavras? Ou não conta uma vida?

 

Na Semana Mundial do Aleitamento Materno, Beyoncé coloca uma foto dela em um restaurante, decotão e uma taça do que parece ser vinho tinto na mão. Dois minutos depois dela ter postado essa foto, a Mari manda uma mensagem pra mim e pra Nina. “Gente, o que tem de errado nessa foto?” E eu falhei em ver de primeira. Pra mim era só a foto da musa tomando uma taça de vinho com os peitões emoldurados pelo que parecia ser um lindo vestido. Mari continua: “gente, semana do aleitamento materno e essa mãe de gêmeos de menos de seis meses está na night tomando vinho?”.

Eu franzi a testa. Nina riu. E a gente começou: ela amamenta? A bandeira pessoal dela está na amamentação? Talvez ela tenha amamentado antes e tenha tirado com a bomba pra mais tarde enquanto sentia vontade de curtir seu vale night com marido? Sei lá, as possibilidades eram muitas. Não dava pra malhar a Beyoncé baseada somente nesta foto. Mari se resignou: “Tudo bem, não quero mesmo crucificar ninguém, não é meu estilo. Vamos deixar isso quieto.”

A verdade é que eu acho que a Mari estava certa. Foi uma falta de assessoria de imprensa. Era uma foto da maior uber-celebridade-mãe-do-universo. Podia postar na semana seguinte e ninguém ia ligar. Mas na semana onde todas as mães públicas lembram a todas as mães do universo que amamentar é preciso, que amamentar é sacrifício que vale a pena, que amamentar é um momento especial, ficou estranho.

 

Aí eu lembrei dessa foto onde Victoria está dormindo em duas cadeiras.

Fiz uma piada em ser menos mãe, vale night da mulher solteira é com a criança mesmo e várias das nossas leitoras riram junto, até que uma me crucificou impiedosamente. Foi triste. Não por que as pessoas precisem concordar em tudo comigo. Mas por que ela foi super grosseira por uma foto que em si não tem nada de mais.

Oras, quem nunca dormiu em uma cadeira antes quando era criança (ou de qualquer outra forma desconfortável?). Quando foi que nossos pequenos flocos de neve viraram seres tão delicados que precisam ser acomodados em camas cobertas de plumas? Quando uma mãe ou uma família precisa sair correndo, largar seu galeto com fritas pela metade por que a criança detonou o seu galeto com fritas em dois segundos e resolveu tirar uma soneca depois de um sabadão cheio de diversão? Por favor, gente. Menos.

A questão que eu já sabia e a Mari também sacou rapidinho é que uma foto não quer dizer nada. Que a vida no Instagram é só um fragmento de tudo aquilo que a gente vive. Da mesma maneira que as pessoas só viram uma foto engraçada (e aparentemente ofensiva para alguns) de uma criança de seis anos dormindo entre duas cadeiras em um restaurante, ninguém sabe exatamente como foi o dia dessa família, o que elas fizeram juntas, o que ela comeu, como ela se divertiu para capotar sem cerimônia em uma cama improvisada.

E o mesmo com a foto da Beyoncé.

Ninguém conhece o esquema dela de amamentação (aliás não achei nada sequer sobre se ela amamenta ou não), como tinha sido a semana dela, se o marido estava reclamando que estava com saudades, se aquilo era um compromisso profissional. Os bebês podiam estar ali naquele jantar com as babás ao lado balançando suas mamadeiras e ninguém tem nada a ver com isso.

A verdade é que pessoas muito públicas como uma cantora que arregimenta milhões e mesmo uma simples blogueira que possui algumas centenas de milhares de (lindos) leitores como eu estão sujeitas a críticas ferozes de pessoas, simplesmente por que elas resolveram que cada fragmento da vida de cada um precisa ser politicamente correto, precisa ser perfeito. Não existe nada mais imperfeito do que a vida em família, minha gente.

Você pode colocar o quanto você quiser sua filha de laçarote no cabelo e roupa de bailarina pra foto, que tenho certeza que em algum momento ela vai arrancar o tutu e tacar na privada, ou pela janela, ou dar pro cachorro comer.

Vidas são imperfeitas.

E as melhores histórias, aquelas que são dignas do Instagram não são somente as idílicas, mas as engraçadas. É a cara suja de um bebê que nem nunca tinha visto chocolate, achou um dando sopa e comeu aquele troço pra desespero da mãe que jurou jamais dar açúcar praquela criança até completar 18 anos.

Vamos nos abraçar e rir. E deixar a Beyoncé com aquele decotão lindo e tomando vinho. Afinal, o que será que ela comeu naquele restaurante que parecia ser chiquérrimo, hein? Isso que a gente deveria estar se perguntando. Por que a Beyonça não colocou uma foto da sobremesa?

 

 

Imagem em destaque: Jordan Bauer

 

golden hour
Postagem anterior
Parto: O que é Golden hour e por que é tão importante?
Próxima postagem
Puberdade precoce: sintomas em meninas e meninos

Sem Comentários

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Voltar
COMPARTILHAR

Quando uma foto não conta uma vida