Pregnancy brain: o que acontece com o cérebro das grávidas?

Você já ouviu falar em pregnancy brain, ou baby brain ou de qualquer outro termo que define o cérebro das grávidas? Vim contar a minha experiência.

A primeira vez que eu ouvi o termo pregnancy brain foi em uma série. Na cena, a personagem entrega materiais de escritório ao invés de doces para crianças no halloween. “Exagero para reforçar a piada”, pensei. Será que hormônios seriam realmente capazes de “estragar” o cérebro das grávidas dessa forma?

Depois que eu fiquei grávida, o termo começou a pipocar na minha frente. Ouvi de outras mães e grávidas que, sim, o tal pregnancy brain era real. Li nos aplicativos que uso para acompanhar a gestação que a sensação de cabeça vazia, o esquecimento sistemático e a falta de concentração era sintomas clássicos da gravidez.

A verdade é que não existe muita literatura médica sobre o tema. Também não há grandes conclusões sobre as causas do pregnancy brain. O que se sabe é que ele existe. Que algo de muito estranho acontece com o cérebro das grávidas e mexe diretamente com nossa capacidade de julgamento e memória.

pregnancy brain

como meu pregnancy brain vem me maltratando

Eu achei que o pregnancy brain era uma fantasia fofa. Juro. Do tipo “ai que engraçadinho esquecer o celular dentro da geladeira”. Não estava nem preocupada.

Então, fui visitar minha vó no hospital e esqueci com-ple-ta-men-te o número da minha identidade. A recepcionista me perguntou e eu não lembrei de nenhum número da carteira. Pedi 1 minuto. Não deu, tive que pegar a minha ID e ler direto pra ela. Guardada a identidade de volta na bolsa, ela me pergunta “e o CPF?”. De novo, nada. Lembrei alguns números, mas não a ordem em que eles vinham. Morri de vergonha.

Depois foram as palavras. Esqueci sinônimos, esqueci definições, esqueci como se soletravam. Eu escrevo pra viver e vem sendo particularmente difícil. Muitos textos estão “preferindo” nascer em inglês na minha cabeça. (pensa num pregnancy brain que também é bilíngue). E, muitas vezes, eu tenho que recorrer ao dicionário pra achar a tradução de termos simples.

Já as coisas triviais do dia a dia estão sendo quase engraçadas. Coloquei o café na cafeteira e não coloquei água. Botei roupa na máquina de lavar e esqueci o sabão em pó.Não lembrei de passar condicionador durante o banho. Me servi de suco com o copo de cabeça pra baixo (juro).

e o que fazer com esse cérebro novo?

A Camila contou todo seu relato de pregnancy brain em um post em que ela o chamou carinhosamente de burrice gestacional. Lá ela dá várias dicas de como não sofrer tanto com ele.

Pois é. O cérebro de grávida é inevitável. Você só pode torcer para não ser parte do clube ou suavizá-lo com pequenas adaptações no dia a dia. Eu resolvi fazer três coisas para poder lidar com minha falta de atenção e total esquecimento.

pregnancy brain
Photo by Alejandro Escamilla on Unsplash

1. A primeira e mais importante delas foi anotar tudo. Tudo que eu não poderia esquecer, todas as funções que eu precisava cumprir, absolutamente tudo está anotado na minha agenda.

Eu olho minha agenda umas 50 vezes por dia porque às vezes esqueço 1 minuto depois que eu li. E não funcionou anotar no celular, precisou ser numa agenda analógica. Vintage, né? No celular ficaram os compromissos hiper importantes, com alarme, claro.

2. A segunda providência foi pedir compreensão e ajuda de quem está a minha volta. Pedi pro marido não se estressar se eu esquecesse coisas triviais do dia a dia. Pedi pra mãe e irmãs me lembrarem das coisas importantes. Expliquei (pra muita gente) que isso poderia acontecer e que eu precisava de ajuda.

3. O terceiro passo foi fazer graça e piada com os meus esquecimentos e falta de atenção. Bom humor, principalmente no final da gravidez, é essencial. Tem tantas outras coisas acontecendo com o seu corpo que a falta de atenção pode ser engraçadinha, sim. E ó, depois passa.

E você? Vem sofrendo com o pregnancy brain ou não acredita nele?

Como lidar com crianças frustradas?
Postagem anterior
Como lidar com crianças frustradas?
Relato de parto: carta para Raul
Próxima postagem
Relato de parto: carta para Raul

Sem Comentários

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Voltar
COMPARTILHAR

Pregnancy brain: o que acontece com o cérebro das grávidas?