Plano de parto: Você precisa fazer um

Quando nos descobrimos grávidas precisamos buscar um obstetra que tenha uma linha de atuação condizente com o que queremos para a nossa gestação e pós-parto, sabendo que imprevistos podem acontecer e que esse profissional também precisa estar capacitado e fléxivel para atender tais acontecimentos.

Em um post mais antigo falamos sobre os exames no pré-natal e também sobre a escolha do obstetra, mas ainda não havíamos nos aprofundado no plano de parto.

Levei meu plano de parto para o obstetra com 4 para 5 meses de gestação quando fui conversar sobre assuntos mais específicos como: sinais de parto, tampão mucoso, contrações e o plano de parto em si.

O plano de parto é uma carta ou uma listagem (no meu caso) onde você relaciona tudo o que gostaria e também o que não gostaria que acontecesse durante o seu parto e como gostaria que seu bebê fosse cuidado após o nascimento. Para mim e para o meu marido, os detalhes da elaboração de um plano de parto foram exercício para entender o que iria acontecer e o que era de fato importante para a nossa família.

Fiz uma lista com base em tudo o que havia visto em livros e sites. O meu plano de parto inicial foi modificado quando vimos nos últimos exames que meu pequeno desajava vir ao mundo como eu vim, de bunda para a lua. E antes que você pergunte, não mudei de obstetra nos 45 do segundo tempo e nem insisti para que ele fizesse uma manobra que ele não se sentia capacitado em fazer para colocar o meu bebê na posição ideal para o parto normal.

 

Plano de Parto

1) Informação pessoal

  • Seu nome completo:
  • Nome do parceiro:
  • Data de hoje:
  • DPP:
  • Nome do médico:
  • Maternidade de escolha 1:
  • Maternidade de escolha 2:

 

2) Informações médicas da mãe ( eu não tive nada, mas coloquei como exemplo para você fazer o seu)

( ) Diabetes gestacional

( ) Imcompatibilidade de fator rh

( ) Eclâmpsia

( ) Outros __________________________________

 

3) Desejo ser acompanhada de … (aqui também coloquei mais opções, eu só quis o meu marido)

  • Meu parceiro

( ) Doula

( ) Outros __________________________________

 

4) Sobre o ambiente

  • Listagem musical especial provida pela gestante
  • Luz ambiente
  • Silêncio
  • Temperatura menos fria possível
  • Equipe necessária (menos gente possível)

 

5) Minha primeira escolha é pelo parto…

  • Vaginal
  • Sem tricotomia (raspagem dos pelos pubianos)
  • Sem enema (lavagem intestinal)
  • Sem sonda urinária
  • Sem perfusão contínua de ocitocina
  • Liberdade para caminhar e escolher a posição que quero ficar
  • Monitoramento fetal quando necessário
  • Analgesia quando eu solicitar
  • Sem rompimento artificial de bolsa
  • Evitar uso de fórceps
  • Episiotomia apenas se for realmente necessário
  • Que meu marido corte o cordão umbilical
  • Gostaria de ter meu bebe no meu colo após o parto e se possível amamentar
  • Ter o bebê comigo enquanto eu estiver na sala de parto, mesmo durante exames e avaliação do pediatra

Se houver necessidade de qualquer intervenção eu e meu companheiro decidiremos sobre. Caso seja necessário, concordamos com manobras que venham garantir sua sáude e a minha.

Se o parto tipo cesariana for necessário

  • Quero estar acordada o tempo todo
  • Manter as mesmas condições do ambiente se possível
  • Na hora do nascimento gostaria que o campo cirúrgico fosse abaixado para que eu possa vê-lo nascer
  • Que meu marido corte o cordão umbilical
  • Ter minhas mãos livres e segurar meu bebê assim que ele nascer
  • Que meu marido corte o cordão umbilical
  • Ter o bebê comigo enquanto eu estiver na sala de parto, mesmo durante exames e avaliação do pediatra enquanto me recupero

 

6) Sobre o meu bebê

  • Não oferecer glicose (apenas se houver risco de hipoglicemia)
  • Não oferecer fórmula
  • Optamos por fazer alojamento conjunto com flexibilidade
  • Gostaríamos de dar os banhos e de trocar as fraldas

 

Espero ter ajudado você a saber ao menos por onde começar. Mesmo que o plano de parto precise ser modificado ao longo da gestação, ele é um poderoso instrumento de comunicação entre os pais e a equipe médica.

 

Boa hora!!!

 

 

Crédito de imagem via Shutterstock

Postagem anterior
Mãe, por que você não gosta de mim?
Próxima postagem
10 perguntas que seu filho um dia vai se fazer ao seu respeito

Sem Comentários

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Voltar
COMPARTILHAR

Plano de parto: Você precisa fazer um