E vai começar tudo de novo em mais um ano letivo. Mães descabeladas tentando oferecer lanches mais nutritivos aos filhos, a indústria lançando lanches prontos enriquecidos para enganar as mães (fuéin!) e as crianças já cheia de preferências (o que geralmente acontece) guiando seus pais erradamente na hora de montar o cardápio. O Dr. Mauro Fisberg diz sabiamente que a escola, nesse contexto, é apenas uma extensão do que oferecemos em casa e que o ideal é levar, sempre, alimentos de casa que sejam saborosos e que não estraguem o padrão de qualidade da alimentação da criança.

Não é fácil montar um cardápio que se adapte às condições do nosso clima e a falta de local apropriado para guardar as lancheiras, mas enquanto uma solução melhor ainda não surge, certifique-se de comprar a lancheira ideal para armazenar as gostosuras que você vai preparar para o seu pequeno.

Antes de montar o cardápio, tenha em mente produtos que não são possíveis de se colocar em uma lancheira:

  • Leite ou iogurte e queijos moles perderão a textura e poderão colocar todo o lanche a perder;
  • Frutas que precisam ser descascadas ou que demandem assistência de um adulto também devem ficar de fora;
  • Alimentos recheados de açúcar e gordura devem ficar de fora da lancheira e também da sua casa. Esses alimentos não trazem nenhum benefício e podem prejudicar o rendimento escolar do seu filho;
  • Sanduiches com recheios que possam azedar ou deixar o pão mole demais;

 

Que alimentos posso mandar na lancheira?

É importante variar e oferecer diferentes tipos de alimentos durante a semana. Procure oferecer frutas de cores diferentes e, lanches salgados variados, assim você garante que o seu filho receba uma maior quantidade e variedade possível de vitaminas e minerais.

lancheira1

  • As frutas são um ótimo aliado das mamães. O ideal é enviar frutas que não se amassem ou deteriorem facilmente. A minha favorita é a banana e você pode imaginar o motivo – já vem embalada e é fácil de abrir. Frutas secas como banana e chips de maçã podem ser uma boa escolha para oferecer um alimento já conhecido de uma forma diferente.
  • Sanduiches de queijo duros como a muçarela funcionam bem e podem ser feitos no dia anterior. Esqueça os que têm recheio de maionese. Varie os tipos de pão, faça panquecas ou wraps.
  • Cereais e leguminosas são uma ótima e rica opção. Milho cozido, grão de bico assado (veja a receita abaixo),
  • Vegetais como tomate cereja, palitinhos de pepino e cenoura são uma ótima opção de lanchinho.
  • Antes de comprar produtos industrializados leia o rótulo, já falamos sobre isso aqui.

 

Organize-se:

lancheira_167098463

1) Prepare o que for possível com antecedência. Congele uvas e tangerinas ou gomos de laranja e mande-os em um pote.

2) Se a opção é suco ou água, você pode congelar 2/3 do volume e completar com o restante pela manhã. Na hora do lanche vai estar bem geladinho.

3) Alguns bolos caseiros simples podem ser congelados, bem como pãezinhos e muffins salgados. Faça em grande quantidade, embale, identifique com uma etiqueta e congele. Retire no dia anterior e aqueça antes de colocar na lancheira.

4) não se esqueça de mandar tudo embaladinho e com o nome do seu filho.

 

Aqui vai uma receita que é sucesso aqui em casa:

Snack de grão de bico

Ingredientes:

  • 400g de grão de bico cozido
  • 1 colher de sopa de azeite de oliva
  • 100g de queijo parmesão ralado
  • sal a gosto

Modo de fazer:

Pré-aqueça o forno em Preheat the oven to 200ºC.

Pincele um tabuleiro com azeite e reserve. Em uma tigela, misture todos os ingredientes.

Coloque o grão de bico no tabuleiro e espalhe bem – ideal é que não fiquem grudados um no outro.

Leve ao forno para assar por 10 minutos. Passado esse tempo, retire do forno e sacuda o tabuleiro para soltar do fundo.

Asse por mais 10 minutos e depois retire do forno. Espere esfriar para servir.

 

Espero ter ajudado.

 

Crédito das imagem via Shutterstock

 

Patricia

Patricia Smith

Patricia Smith é carioca, casada e mãe do Adam, um rapazinho sapeca e sorridente. Professora e nutricionista por formação, migrando para publicidade e auditoria por pressão. Autora do livro "Aventuras gastronômicas de uma mãe de primeira viagem." Do lar e do escritório, mas gosta mesmo é da cozinha.