10 coisas que acontecem quando você viaja sem filhos

Tirei minhas primeiras férias sozinhas, sem filha, semana passada. Foi maravilhoso poder me reconectar com aquela pessoa que eu sou mas não tenho muito tempo para entrar em contato no dia a dia atribulado. Espero conseguir fazer isso uma vez por ano e recomendo a experiência. O lugar não importa tanto, vai depender de quem você é, mas nessa semana, você vai poder fazer tudo com calma, tomar drinks ao meio-dia e ficar uma hora parada na frente de um mesmo quadro em uma exposição ou de pernas pro ar em uma praia. É muito bom ter um tempo pra si de novo, mas confesso que foi bem mais difícil “desligar a função mãe” do que eu imaginava.

 

Antes da viagem

Você promete que vai ficar a semana toda que antecede a sua ida dando carinho e atenção ao pequeno, mas dá tudo errado e você precisa trabalhar dobrado e acaba se trancando no escritório todas as noites depois do trio
banho/jantar/cama.

Você começa a fazer sua mala no final de semana anterior para dar tempo de fazer tudo com calma. Mas na realidade só consegue terminar meia hora antes de partir tamanha a enrolação.

Você faz supermercado, deixa as contas pagas, deixa a carteira do plano de saúde do pequeno, compra remédios que estão faltando e deixa tudo tão organizado que parece que você está viajando por 1 ano e não 1 semana.

 

Durante a viagem

Você consegue tomar seus drinks ao meio-dia, mas entre um museu imenso e um restaurante, você passa uma tarde inteira em uma loja de brinquedos e não acha um porre.

Tá tudo certo e você acha que vai conseguir desligar, mas na verdade fala com o pequeno por vídeo duas vezes ao dia e ainda telefona pra quem está cuidando mais uma vez só para se certificar que ele está fazendo cocô.

A nova pessoa que você é fica observando como funcionam as famílias nas ruas, observa casais, cuidadores, bebês e crianças. Como agem, como se vestem, como se comportam.

Leva um caderninho na bolsa e anota tudo o que seu pequeno gostaria de fazer, endereços que poderia levá-lo e já está planejando e fazendo contas para levá-lo da próxima vez.

Antes da viagem pensa que tá precisando desse tempo todo pra você, mas de verdade passa a viagem toda com saudades do filhote e só fala nele e só falta sacar o celular pra mostrar a foto dele pra estranhos na rua.

Esse é especial para as mães solteiras: você resolve que vai aproveitar que está sozinha em um país que ninguém te conhece, vai se reinventar e achar um gatinho pra te fazer companhia. Viaja linda, unha feita, cabelo idem e depilação em dia. Promete ser só isso: uma mulher solteira passando férias. Mas sua imensa boca grande entra em ação e você fala que é mãe e conta umas 10 histórias do seu filho na primeira meia hora do seu encontro.

Antes de ir você acha que uma semana é muito pouco, que deveria ter esticado umas duas semanas. Mas na hora que está entrando no avião para voltar, constata que uma semana é o tempo exato de exílio que você precisava e está pronta e saudosa para retomar suas funções imediatamente. Tipo, agora.

 

imagem: Martinsk15

meu filho não come carne
Postagem anterior
Meu filho não quer comer carne, e agora?
festa super-heróis
Próxima postagem
Festa diferente para o tema super heróis

1 Comment

  1. Marianna
    14 de outubro de 2014 at 8:45 — Responder

    É assim mesmo! Ano passado fui com amigas para Londres, e realmente é bem difícil “desligar” o lado mãe. Quando subi a London eye chamei minhas filhas no skype e elas “subiram” comigo. Fora o tempo todo via crianças nos lugares e imaginava como seria bom se elas estivessem comigo… Rsrs

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Voltar
COMPARTILHAR

10 coisas que acontecem quando você viaja sem filhos