É muito engraçado ler nos grupos de mães que participo no Facebook, o cuidado que se tem para tocar no assunto cocô. Todo mundo sabe que é super natural, faz parte na nossa fisiologia, mas falar é outra história. Para pais mais sensíveis, recomendo não ler até o final. Hoje vamos falar do cocô, (ou fezes do bebe) com todas as suas cores e texturas.

A verdade é que pouco tempo depois do nascimento dos filhos, as mães já estão experts no assunto. Raro ver uma mãe que ainda não tenha feito incursões de C.S.I. no cocô dos seus bebês.

Para quem tinha nojo, o primeiro teste acontece logo nas primeiras horas, e que chamo carinhosamente de cocô piche. O cocô piche é pretinho e gosmento e atende pelo nome científico de mecônio. Ele é o resultado de várias substâncias que passaram pelo intestino do seu bebê durante toda a gestação. A eliminação dessas substâncias se dará de 24h a 48h, deixando espaço para que o cocô mostarda assuma seu lugar.

Bebês pequenos amamentados exclusivamente ao seio terão o cocô em tom amarelo mostarda e com a consistência mais pastosa, geralmente sem pedaços. Já no caso de bebês que utilizam fórmula, a tendência é que a coloração das fezes seja mais escura e já comecem a ter alguma forma.

Cabe lembrar que não existe uma frequência normal para que os bebês evacuem ao longo do dia. Alguns podem evacuar após cada mamada, outros podem demorar até 2 dias ou mais.

Alguns pais ficam preocupados quando surgem variações no cocô, por isso decidi fazer um guia para que saibam o que é que tem no cocô do neném. Bom dizer também que conforme novos alimentos são adicionados, um novo mundo de possibilidades pode mudar sua aparência.

 

Fezes esverdeadas
Muito comum em bebês que se alimentam com fórmulas à base de leite de soja, e também quando tomam algum medicamento, como por exemplo, antibióticos.

 

Fezes de coloração bege e textura seca
Em bebês que ainda só usam fórmula, pode indicar que a diluição do leite em água deve estar incorreta. Verifique se não há mais leite do que água. Em bebês que já iniciaram o desmame, indica que a alimentação do seu filho está muito rica em fibras, podendo causar constipação. Verifique o que tem sido oferecido de alimento e também ofereça mais líquidos.

 

Fezes multicoloridas
Alimentos como cenoura, abóbora e beterraba podem alterar a coloração das fezes. Não se assuste achando que pode ser sangue, se você ofereceu beterraba para o seu filho nas últimas 12 horas.

 

Objetos estranhos
Milho, sementes de tomate e de algumas frutas podem povoar o cocô do bebê. Não se assuste a saída é indolor.

 

Cocô alien
Seu filho está resfriado. Nada mais normal para um bebê que ainda não sabe assoar o nariz,que essa melequinha seja engolida e vá parar no cocô.

 

Quando se preocupar?

Fezes brancas ou pretas e fezes com sangue podem ser sinal de problemas mais sérios. Sugere-se colocar uma amostra em um pote limpo e ligar imediatamente para o pediatra.

 

Crédito de imagem: Vermin Inc

Patricia

Patricia Smith

Patricia Smith é carioca, casada e mãe do Adam, um rapazinho sapeca e sorridente. Professora e nutricionista por formação, migrando para publicidade e auditoria por pressão. Autora do livro "Aventuras gastronômicas de uma mãe de primeira viagem." Do lar e do escritório, mas gosta mesmo é da cozinha.