Viajando com crianças

Viajar com crianças é uma delícia. Não importa o local. Mudar a rotina é super saudável e não existe nada melhor do que experimentar novidades e atiçar a curiosidade dos pequenos.

Só que antes de chegar ao seu destino existe fazer as malas. E se você for do tipo mamãe dedicada, acaba fazendo não só a sua, mas um monte de malas.

Está na dúvida do que levar para o seu bebê? A gente fez uma listinha básica do que não pode faltar na mala dele.

Aqui estamos pensando em uma viagem de avião para o exterior. Mas você pode adaptar a nossa listinha até para pegar uma praia na cidade mais próxima.

Dentro do avião

Carrinho – podem ser despachados na porta do avião e como qualquer bagagem de mão, precisa ser etiquetado. Alguns carrinhos cabem dentro do bagageiro do avião. Mas isso é totalmente desnecessário, além de deselegante, pois tira o espaço de outras pessoas. Quando você sai da aeronave seu carrinho já está te esperando.

Farmacinha – sempre que viajar, principalmente para o exterior, visite o pediatra e pegue uma receita para a farmacinha de emergência. Antitérmico, remédio para dor de ouvido (leve com você no avião), homeopatia, xarope, dor de garganta. Tudo o que você tenha a mão depois de telefonar para o pediatra em caso de emergência. JAMAIS medique o seu filho antes de consultar um médico. Se precisar de atendimento médico ou hospitalar local, contate a recepção ou conciérge do seu hotel.

Distração – não se esqueça de levar distração para as crianças. Se para os adultos ficar muito tempo confinado no avião já é um tédio, imagina para os pequenos. Para saber como distrair a garotada, clique aqui.

Roupas, fraldas e o mundo de coisas necessárias – fraldas descartáveis, lencinhos umedecidos, pomada, babador, algumas fraldas de pano, duas ou três mudas de roupa, par de meias, muitas chupetas, talheres, pratinho fundo, copo. Se você usa lenço umedecido para limpar chupetas, leve. Se você usa lenço umedecido para limpar mãos e rosto, também leve um pacote cheio. Se está indo para o frio: gorro, cachecol, luva, casaco. Se está indo para o calor: leve uma muda de roupa fresquinha para trocar no aeroporto ao desembarcar.

Mamadeiras – não importa o horário do vôo, se o seu filho não mama no peito (o que torna tudo bem mais simples), leve sempre umas quatro mamadeiras. Vai que o vôo atrasa? Vai que ele não quer comer nada? Um leite sempre alimenta. Dica: compre uma garrafa de água já na sala de embarque e garanta pelo menos a água da primeira dose. No inicio os comissários podem estar meio ocupados para te atender. Mas depois eles providenciam água quente e/ou natural e ainda deixam copinhos extras durante a madrugada.

Lanche – se seu filhote já come, providencie uns lanchinhos gostosos, pois a maioria detesta comida de avião. Sanduichinhos de miga, biscoito de polvilho, frutas desidratadas e barrinhas de cereais são boas dicas. A maioria dos países não deixa levar frutas frescas. Verifique.

Que roupa colocar nas crianças para a viagem? – a palavra de ordem é conforto. Avião é sempre fresco/frio. As crianças devem usar calça (de preferência calça de malha, legging ou moletom. Evite o jeans, principalmente o que não é stretch), camisa ou body de malha e mangas compridas, casaco de moletom ou fleece e meias. Coloque sapatos confortáveis nas crianças, pois os pés incham. Eles vão ficar sem sapatos durante a viagem e na hora de colocar de novo pode não caber. Bebês que não andam devem ficar só de meias, ou no máximo uma pantufa. Claro que todo mundo gosta de estar arrumado em uma viagem de avião, mas não coloque meia calça e vestido nas meninas, nem jeans grosso nos meninos. Jardineira também é muito desconfortável e não é prático para trocar fraldas ou levar ao banheiro.

Despachando malas

Fraldas – se essa for a sua primeira vez visitando um país estranho com seu filho, leve fraldas na mala. E se ele tiver alergia a alguma marca diferente? Calcule umas seis fraldas por dia.

Leite ou fórmula – Leve sempre mais latas ou sacos do que o necessário. Se ele estranhar a comida, você sempre pode aumentar a quantidade de mamadeiras por dia.

Papinhas industrializadas – Mesmo que o seu pequeno só coma comida fresca em casa, leve algumas papinhas na mala. Vai que ele estranha o tempero?

Mamadeiras – pelo menos umas quatro. No avião leve-as com o pó do leite dentro ou no porta-pó adequado.

Esterilizando mamadeiras: levar o seu esterilizador de casa não é uma opção. É um grande trambolho. Você sempre tem a opção de comprar um esterilizador e largar por lá. Mas se você ainda não conhece os sacos esterilizadores para microondas, clique aqui. Não existe nada melhor.

Roupas – calcule uma média de três mudas de roupa por dia. Se o pequeno já for maior, bastam duas mudas. Se você estiver viajando para os Estados Unidos onde as compras são parte do passeio, faça como a gente aqui na redação: leve o mínimo possível, vá às compras logo no início da viagem e encha as malas com novidades. Isso também serve pra você 😀

Receitas – Se qualquer pessoa da família faz uso regular de medicamentos controlados (tarja vermelha ou tarja preta), não se esqueça de pegar a receita com o médico (deve conter nome do paciente, listagem dos medicamentos e dosagem) e traduza para o inglês com um tradutor  juramentado. Verifique com a companhia aérea se o saco com os remédios deve ir na bagagem de mão ou na mala despachada. Varia de país para país. A receita original e a tradução vão com você.

Regra geral

Se você faz o estilo light na hora de empacotar, saiba que viajar com as crianças requer mesmo uma tranqueira extra. Esteja preparado para eventualidades, como atrasos absurdos nos voos. Calcule o dobro do que você normalmente precisaria. Melhor estar seguro de que você tem fraldas o suficiente, roupas limpas, lanche, papinhas, remédios e brinquedos, do que estar preso em um aeroporto entre uma conexão e outra, sem saber o que fazer. Mas se você realmente quer carregar o mínimo de malas possível, nossa sugestão é que você use a ferramenta de busca de sua preferência no computador ou derivado e faça uma busca pelas grandes farmácias e supermercados locais e busque marcas similares. O mundo globalizado tem lá suas vantagens.

 

crédito imagem: Dreams about travel | © Liubov Grigoryeva | Dreamstime.com

o choro do seu bebê
Postagem anterior
Aplicativos para traduzir o choro do seu bebê
Próxima postagem
Viajando de avião com as crianças

2 Comentários

  1. Patricia de Lyra
    26 de maio de 2012 at 17:20 — Responder

    Oi,
    Moro ha uns 9 anos fora do Brasil e os ultimos 5,5 na Holanda. Tenho um filhote de 3,5 anos.
    A primeira viagem de aviao do Bernardo foi com 2 meses e meio e de la pra ca ja foram tantas que nao da nem pra calcular mais. Experiencia em aviao, aeroporto, malas, comidinhas, lanchinhos e chiliques eu tenho de sobra!
    Algumas dicas:
    Se vc estiver fazendo conexao em Paris CDG – pelas normas do aeroporto as companhias aereas nao entregam o carrinho na saida do aviao, ele vai direto para o proximo voo. Dependendo do aviao, vc consegue levar o carrino guardachuva dentro do aviao, ai sim pode usar no aeroporto. Ja tive que carregar varias vezes meu filhote chumbinho de um lado do aeroporto para o outro no colo pq nao existe qq tipo de ajuda, nem sequer carrinhos para colocar as malas de mao e tralhas… odeio!
    Usei muitas vezes um liquido esterilizador da Chicco, vi que agora tem em pastilhas tb. Nao sei se vende no Brasil…
    Cuidado com comida em voos para Londres, eles sao completamente neuroticos, ja me fizeram abrir pote de comida industrializado e provar na frente deles. Mandei, delicadamente pq sou phina, o cidadao enfiar a comidinha no **. O mesmo vale para o leite, ja mandaram uma amiga que levava um pack de 250ml de leite abrir e despejar 50ml pra ficar dentro da regra…
    Ipad e a maravilha da crianca moderna! E so colocar joguinhos, filminhos, e tudo mais que o pequeno gosta e vc consegue garantir algumas horas de sossego.

  2. 10 de dezembro de 2012 at 7:09 — Responder

    […] O que levar na mala para garantir uma viagem sem surpresas? […]

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Voltar
COMPARTILHAR

Viajando com crianças