Cortar cabelo dói ?

Época de cortar o cabelo do pequeno é um tormento? Ele chora, faz aquele escândalo e, muitas vezes, sai com o cabelo todo torto?

Realmente muitas crianças se assustam com as tesouras, os borrifadores e os barulhos de um salão de beleza.

Na verdade, é bem comum ver crianças que tem pavor desse momento. Quem vê, parece que está doendo demais…

Mas nem tudo é o fim do mundo. Existem algumas formas de dentar contornar a situação e fazer disso um momento agradável.
Em muitas cidades, já existem salões de beleza especializados em crianças. Além de não ter no ar o cheiro de substâncias químicas e uma grande barulheira, o ambiente é bem descontraído e com muitos atrativos.

Porém, se não tem um desses perto de você, tente fazer de tudo para que o lugar esteja tranqüilo e calmo. Se o seu filho é daqueles que armam aquela choradeira, procure agendar um horário em que o salão esteja mais vazio e sem riscos de atrasos. Isso evita que a criança fique alimentando uma ansiedade e se sinta reprimido pela quantidade de pessoas que possam estar no ambiente.
Mas cuidado, além de escolher um bom horário no salão, também escolha um bom horário para seu filho. Evite aquelas horas em que ele sente sono ou fome. Isso pode deixá-lo mais incomodado ainda com a situação.

Sem dúvida, os salões específicos para as crianças são os que se mostram mais eficientes para conquistar os pequenos cabeludos. Cadeiras especiais, jogos, brinquedos, videogames, televisão e fantasias estão entre os recursos para distrair a criançada.
Outro detalhe importante para amenizar o sofrimento nesta hora é buscar um profissional que faça o corte de cabelo com rapidez. Dessa forma, a criança não precisa ficar tanto tempo parada e, conseqüentemente, se irrita menos.

Mesmo com muitos atrativos, as vezes é bom levar um brinquedo da criança ou até aquela naninha ou pelúcia de estimação. Não custa nada prevenir, não é?
Quando a criança já tem um pequeno entendimento das coisas, já é válido explicar com ela com uma certa antecedência. Não minta, diga que vão cortar o cabelo, não pegue a criança de surpresa.

Você pode até propor uma recompensa: depois de cortar o cabelo vão passear, ou ela vai fazer algo que lhe agrade muito. Nestes momentos, ressalte sempre o que a criança goste. Apenas coloque o corte de cabelo como uma coisa normal. Dar muita importância para aqueles que já tem medo, pode ser desastroso.

Sempre seja franca e use sua sensibilidade de mãe para dosar e propor as coisas com seu filho.

Ninguém conhece melhor um filho do que a própria mãe!

Boa sorte!

partos em londres
Postagem anterior
Mãe no mundo - Capítulo Londres
Próxima postagem
Hello Kitties radicais

1 Comment

  1. Patricia
    30 de maio de 2012 at 23:43 — Responder

    Essa semana levei o meu pequeno de 19 meses para cortar o cabelo, foi horrível ! O corte nao ficou bom e a pessoa nao teve muita paciência, além de eu achar que ele também estava com sono. Nas primeiras vezes, foi meio café com leite, porque foi um corte no salão de um amigo que fez todo o tipo de brincadeira possível, além de não ter havido o kit cadeira, alguém segurando e o protetor colado no pescoço. Acho que o que realmente irrita os pequenos e o ficar contido, o não se mexer. Na próxima vez vou levar o pequeno bem descansado e ver se temos melhor sorte do que um cabelo semi-cortado.

Envie uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Voltar
COMPARTILHAR

Cortar cabelo dói ?